29 maio 2012

Comfort Zone


Acredito que funciona mais ou menos assim. Se passamos muito tempo na zona de conforto, com receio em enfrentar alguns medos, não chegamos à zona de crescimento. Se tentarmos sair desta zona de tempos a tempos, acabamos por crescer mais um pouco. Mas nada impede de voltarmos a esta zona, onde nos sentimos seguros, protegidos... à vontade =) Nem que seja como forma de recuperar energias.
Por cada vez que saímos da zona de conforto e experimentamos coisas novas e crescemos, esta zona inicial de conforto começa a crescer.  E com o passar do tempo, reparamos que a nossa zona de conforto fica cada vez maior.

E isso é bom =)



PS: Depois digam-me como se faz isto sempre... é que ainda só o faço de vez em quando.

1 comentário:

LaVie EnBleu disse...

É todos os dias ir diminuindo os limites da zona de conforto, que um dia havemos de acordar e ver que afinal o Mundo é a nossa casa e que podemos fazer dele o nosso refugio.